Eu e a minha playlist. Simples assim.

O despertador toca e são 6:50 da manhã. Tenho tanto sono... Já tenho as coisas preparadas de véspera, para não ter oportunidade de hesitar. Visto-me e saio porta fora.

O ar é frio. Mas não faz mal.

Estou despenteada e com a cara inchada. Mas não faz mal.

A minha mente é ocupada com pensamentos que não param de chegar. Mas não faz mal.

Não faz mal, porque vou estar eu, a minha playlist, o nascer do sol e o cheiro a maresia.

© Ana Oliveira, Fábrica de Startups

© Ana Oliveira, Fábrica de Startups

E lá vou eu, pelo paredão de Oeiras, junto ao mar, a sentir cada passo, cada batimento cardíaco, cada metro percorrido. Às vezes não é fácil, mas faço o esforço para manter esta rotina, porque no final, sinto-me mais enérgica para enfrentar o dia de trabalho.

Abracei este novo desafio na Fábrica de Startups recentemente – novas pessoas, novo local de trabalho, novas tarefas e novas responsabilidades. O nervosismo estava sempre presente – ainda está, admito – mas aos poucos vou encontrando o meu lugar nesta equipa.

Passado pouco tempo de ter chegado aqui fui chamada de Obélix, não pelo aspeto físico (espero eu! 😅), mas porque parecia que tinha caído num caldeirão, não de poção mágica para ser mais forte, mas de... Felicidade. Ri-me com a caracterização. E revelando aqui um segredo... Uma vez entrei numa peça de teatro vestida de Obélix (muita coincidência não???). E mais tarde é que refleti sobre o assunto. Acho que esta vontade de rir, de tentar levar um dia de cada vez e de trazer boa energia para as pessoas à minha volta, veio com a paz e o silêncio que tenho quando estou com os meus ténis, a minha playlist, o meu ritmo de corrida e o mar.

“Running is about finding your inner peace, and so is a life well lived”

Dean Karnazes (corredor de ultramaratonas)

É um momento para refletir, para planear, para saborear. O meu momento de pausa. Sou eu e o asfalto. Simples assim.

Só agora é que reparei! Por distração minha não me apresentei... Sou a mais recente aquisição da equipa da Fábrica de Startups. Chamo-me Carolina e não tenho jeito para a escrita. Pediram-me para escrever um texto para a newsletter de setembro e fiquei um pouco à toa sobre o que escrever. Se conseguiram manter a leitura até aqui... OBRIGADA!!!

Espero que encontrem o vosso momento, tal como eu encontrei o meu.

Texto escrito por:

Carolina Amorim, Acceleration Manager na Fábrica de Startups