HomePartners vence edição da Ideation Week dedicada ao setor financeiro

A HomePartners foi a grande vencedora da primeira edição da Ideation Week for Open Banking, uma iniciativa promovida pelo BPI, em parceria com a NOS e com a Fábrica de Startups, que tem como objetivo promover a criação de novas soluções para o setor financeiro.

 ©  REFRAME

© REFRAME

O prémio da primeira edição da Ideation Week dedicada ao setor financeiro foi entregue, na passada sexta-feira, à HomePartners uma das equipas responsáveis por encontrar uma solução para o desafio “crédito imobiliário”.

Após uma tarde de apresentações, o júri constituído por Francisco Barbeira, Membro da Comissão Executiva do BPI, Madalena Talone, Chefe de Operações do BPI, Luís Barata, Diretor Comercial da NOS, Sérgio Pinto, Executivo de Vendas da NOS, e António Lucena de Faria, Fundador e CEO da Fábrica de Startups, selecionou o grupo de Adolfo Pereira, Carlos Madeira e Fábio Ascenção como grande vencedor da Ideation Week for Open Banking. Cada um dos membros da equipa recebeu um telemóvel LG (oferta da NOS) e três meses de incubação na Fábrica de Startups – Oeiras Hub, para desenvolverem os seus projetos.

A HomePartners pretende ajudar pessoas entre os 30 e os 45 anos, que não têm 10% de capitais próprios exigidos pelos bancos, a comprar a sua primeira casa através de uma plataforma de crowdfunding, que liga investidores a compradores e que explora parte da habitação no Airbnb, gerando receitas que garantem a amortização dos empréstimos.

Em declarações à Fábrica de Startups, a HomePartners disse que este é um “projeto inovador, que vem resolver um problema real das pessoas”, isto é, “acrescentar rendimentos às pessoas que querem comprar casa e que a procuram em zonas relativamente perto dos seus trabalhos”.

Em segundo lugar ficou a equipa de Ana Carolina, Ricardo Augusto e Vivaldi Cunha, com o protótipo “MyMoney”. Para além de auriculares da LG, os responsáveis pelo desafio “Gestão Financeira” receberam também três meses de incubação na Fábrica de Startups – Oeiras Hub.

O “MyMoney” é um assistente financeiro pessoal, que agrega todas as contas bancárias, regista e monitoriza os gastos pessoais e garante, ainda, que os seus utilizadores estão, em cada momento, a beneficiar das melhores ofertas disponíveis no mercado, para os produtos e serviços subscritos.

O terceiro lugar foi atribuído à “Where is My Money”, equipa constituída por Cláudia Pereira, João Santos e Tiago Paiva e responsável por resolver o desafio relacionado com o “Open Banking e PSD2”. Foram-lhes também oferecidos três meses de incubação na Fábrica de Startups – Oeiras Hub.

A “Where is My Money” é uma aplicação que pretende ajudar amigos ou companheiros de casa a resolver o problema de separação de custos partilhados, ao permitir a sua divisão automática, o que é melhor do que um acerto manual, uma vez que é mais rápido e justo.

A final da Ideation Week for Open Banking, ou Idea Day, decorreu na passada sexta-feira, nas instalações do BPI, na Rua do Comércio, em Lisboa, e contou com a presença de mentores, formadores e de alguns convidados.

Ao longo de cinco dias e a partir de um desafio real, os participantes tiveram a oportunidade de caracterizar o mercado, identificar as principais necessidades dos clientes, desenvolver novas soluções e, por fim, desenhar o protótipo.

A lista de desafios incluía problemas relacionados com “open banking e PSD2”, “crédito imobiliário”, “pacotes de serviços” e “gestão Financeira”, sendo que, para cada um deles, os participantes tinham de encontrar uma solução.

Durante o programa, os participantes tiveram, ainda, acesso a formação direcionada e ao apoio de uma rede alargada de mentores e especialistas do setor, nomeadamente Ana Paula Vasconcelos, Jorge Guimarães, Jorge Pinto, Luís Duarte, Luíza Nogueira de Brito, Rute Xavier, Sérgio Santos e Tina Sequeira.

A Ideation Week for Open Banking é um programa de criação de ideias inovadoras para o setor financeiro, organizado pelo BPI, em parceria com a NOS e com a Fábrica de Startups, que tem como objetivo promover o empreendedorismo em Portugal e a criação de novas soluções para o setor financeiro.